A DISSOLUÇÃO PARCIAL DA SOCIEDADE NO NOVO CPC