EX-SÓCIO CARACTERIZADO COMO EMPREGADO POR DETERMINAÇÃO JUDICIAL NÃO ASSUME PASSIVO TRABALHISTA DE EMPRESA EXECUTADA