Superior Tribunal de Justiça reconhece ser presumido o dano moral por uso indevido da marca